ESCRITÓRIO NOTURNOTHE MAJORNECRONAUTA - O ALMANAQUE DOS MORTOSMSP - NOVOS 50

verdade inconveniente

se liga, esse vai ser longo e chato pra muita gente.
quero ver se tu agüenta ler até o fim, hehe.

assisti ontem com um pessoal esse documentário
sobre a palestra fo al gore sobre aquecimento global.
me veio a imagem do marlon brando no começo do
SUPERMAN 1 lá nos anos 70 como jor-el em uma
cruzada solitária pra avisar os compatriotas que o
planeta ia logo pro saco, e sendo ridicularizado pelos
mesmos.

essa deve ser uma das poucas – senão a única – cópias
do documentário no brasil, porque os cortes entre as cenas
comiam o começo de algumas falas e tava meio gasto
o filme. pouca gente no cinema, então nem vai durar muito
por aqui.

como documentário é meio chato, mesmo sendo dirigido
por um carinha especializado em séries de ação na TV;
é melhor assistir em dvd que no cinema. um michael
moore da vida mostra mais cenas in loco e parte do
exemplo pra teoria e a coisa fica mais dinâmica. nesse
é mais a palestra filmada mesmo, insistindo muito na
teoria com poucas fotos filmes e muitas animações
de telão mostrando gráficos [muitos gráficos], alguns
momentos que lembram stand-up [a produtora é esposa
do larry david, uma ativista do meio-ambiente] e
entrecorta com trechos fora do palco mostrando os
motivos pessoais do gore estar nessa correria – faz
um certo tempo, achei que era mais oportunista.

mas essa parte, quando mostra ele hoje em dia correndo
o mundo aplaudido após as palestras, é um pouco
desnecessária e deixou com cara de horário político
esticado. apesar de ficar com jeitão de “gore 2008″,
e dos outros defeitos, os fatos apresentados e embasados
por dados científicos incontestados [ele mostra documentos
que provam a existência do lobby mafioso das empresas
p/ desacreditar as pesquisas] deixam a gente com
aquela sensação de “fudeu”. ele se apresenta diante
de uma platéia e não são poucos os momentos de
silêncio mortal após algum absurdo comprovado ser
exposto com uma linha na tela que não pára de subir.

e os dados que relacionam medições de temperatura
comparados aos de emissão de gás carbônico vão tão
longe pra trás que mostram umas 6 eras glaciais. só que
chega no fim dos gráficos todos [meio do século 20 até hoje]
e as linhas estouram lá pra cima. em 50 anos a temperatura
global aumentou dum jeito como nunca antes, por causa
da emissão de CO2 crescendo conforme as necessidades
da população aumentam.

os picos sempre tão ligados à revoluções tecnológicas na
sociedade, e não só a população cresceu além do que os
sistemas [o nosso e o da natureza] conseguem suportar.
as tecnologias também não acompanharam como deveriam,
mas muito por vontade política – sempre atrelada aos
lobbies da corporaçõe$ – do que qualquer outra coisa.
mesmo devendo no trecho final, quando apresenta
na correria as soluções depois de tanta denúncia, é
legal ver como as montadoras de carro que têm se diversificado – com carros híbridos – são as que mais têm
lucrado. como o progresso é sempre um argumento
forte contra ações ambientalistas desse naipe, nada
como muita grana pra se provar algo.

ainda que não seja um grande documentário é um
grande panfleto por uma boa causa. sempre é muito
fácil rebater os argumentos da palestra: o gore tem
esse jeito meio bobão, “perdeu” a eleição pro bush
em 2000 [entre aspas, obviamente], isso tudo é papo
de hippie viado abraçador de árvore, a sociedade precisa avançar adiante e empregos gerados/mantidos pra bocas
serem alimentadas.

só que o cara sabe disso e rebate tudo com dados
e mais dados. ficando como estamos não vai ter
trabalho pra ninguém, não vai ter nem onde trampar,
a menos que você seja um homem-peixe velejador
como o kevin costner no WATERWORLD, ou um
fabricante de filtro solar fator 150 pra cima. não tem
módulo de fuga pra levar a gente pra um planeta
melhor, e nem é mais o caso de criarmos um futuro
melhor pra gerações seguintes. a coisa tá feia desde
já e já afeta a gente. quantas pessoas mais vão
morrer nas ondas de calor e enchentes ano que vem?

o planeta não quer mais a gente em cima dele
desse jeito. esse monte de furacão, cujo número
só aumentou nos últimos anos, tem ligação
direta com aumento da temperatura global / emissão
de gás carbônico, que afeta os ventos e as marés.
efeito-borboleta, tudo é um sistema só no fim das
contas. o único jeito é o desenvolvimento sustentado;
só assim se vai ter mais empregos, a longo prazo
dá um certo tapa na desigualdade social também.

só assim se vai ter empregos de qualquer forma.
e as ações necessárias não são nada difíceis ou
sacrificantes. os políticos precisam tomar as
atitudes deles mas só fazem isso com muita
cobrança de quem botou eles lá. daqui de baixo
dá pra fazer muita coisa sem gastar. uma delas
é ver na pefeitura se tem coleta seletiva de lixo.
tu só gasta um saco de lixo a mais por semana.

tem muitas outras coisas, só ver nos links
abaixo, e é claro que dependem de se fazer
coisas como carros híbridos / elétricos serem
cool. se conseguiram fazer uma caixinha branca
com uma tela e que toca música ser a coisa mais
cool do planeta, também dá pra fazer com isso.

deixa eu acabar que já tô pregando demais e o
único pregador que eu aturo é o de roupa. essa
impressão de ver o jor-el pregando o fim do planeta
caso nada seja feito é inquietante, inconveniente.

mas ela precisa ser assim. é uma das poucas coisas
pelas quais vale ser alarmista. este lugar precisa
continuar habitável [e melhorar além é possível] até
pras pessoas que tão rindo até agora desse email
ou já apagaram antes de chegar aqui. é um papel
chato, mas que o filme cumpre muito bem, um
trabalho sujo [limpo?] que alguém popular tinha
que fazer. tenta assistir quando puder, seja no
cinema, dvd, pegando no torrent. você não precisa
abraçar árvore nem, se for mulher, deixar de raspar
a axila [por favor, heim?]. mas você precisa se ligar.

http://en.wikipedia.org/wiki/Inconvenient_Truth

http://www.climatecrisis.net/

http://www.lixo.com.br/recicle.htm

http://www.abve.org.br/

http://www.stopglobalwarming.org/

Posts Recentes | Recent Posts:


Comments are closed.


RECOMENDADOS: