ESCRITÓRIO NOTURNOTHE MAJORNECRONAUTA - O ALMANAQUE DOS MORTOSMSP - NOVOS 50

Zeca Camargo – O dia em que eu fiquei mais velho. Mesmo.

deprê, mas necessário. como a Velhice.

Eu deveria só entrevistar gente da minha idade. Ou não… Esse é o dilema que encaro comigo mesmo, enquanto escrevo este post daqui de Chicago, no Estados Unidos, onde vim entrevistar uma banda chamada Arctic Monkeys. Acabo de chegar do show deles, num teatro caindo aos pedaços – construído por volta dos anos 30, no século passado – mas que servia como um estupendo cenário decadente para a pouco mais de uma hora de performance que acabei de testemunhar. Foi o tempo que bastou para que o Arctic Monkeys terminasse um involuntário e sutil processo de me deixar ligeiramente arrasado, iniciado no meio da tarde, durante a conversa com eles.

Posts Recentes | Recent Posts:


Comments are closed.


RECOMENDADOS: