ESCRITÓRIO NOTURNOTHE MAJORNECRONAUTA - O ALMANAQUE DOS MORTOSMSP - NOVOS 50

DIAL H – China Miéville e Mateus Santolouco trabalham bem no delivery de heróis

dentro da novíssima-nova leva de títulos da DC Comics saiu hoje DIAL H, reboot [ou continuação, não sei] do antigo DIAL H FOR HERO, em que uma pessoa comum entra numa cabine telefônica, ganha poderes e se transforma em um super-herói durante algumas horas. um exercício maluco e divertido de criação de personagens.

o premiado e prolífico escritor inglês China Miéville atualizou o conceito de um jeito muito simples, mas certeiro: pela estranheza do Realismo Fantástico. ninguém – até agora, pelo menos – invoca os poderes através de um celular, mas precisa de fato entrar na misteriosa cabine telefônica, quase um mini-altar perdido no meio da cidade – e discar o número mágico. Nelse, um gordinho bem intencionado e tabagista que sofre de Depressão, é o herói involuntário da ocasião, transformando-se no Garoto Chaminé [um Máscara que mão é a incorporação do humor e sarcasmo, mas do… cigarro] e no Capitão Lacrimoso [um Super-Emo que se alimenta das memórias tristes alheias] para ajudar um amigo a escapar de traficantes. as falas do Boy Chimney e as memórias que o Captain Lacrimose traz à tona são ao mesmo tempo belas e grotescas, em cenas que lembram o DOOM PATROL do Grant Morrison.

a arte do Mateus Santolouco – um dos meus desenhistas brasileiros preferidos – dá o clima decadente certo pra história; agora não consigo imaginar outra arte que casaria melhor. o gaúcho tá afiado, tendo vindo recentemente do reboot das TARTARUGAS NINJA pra IBW, da participação especial no VAMPIRO AMERICANO e dos zines SUPREME, OBSCENE e EXTREME [algumas das melhores coisas que peguei no FIQ 2011]. a energia da fluidez caligráfica junto ao peso e volume sujeira da arte final dão uma cara de HQ independente e punk que pelo visto tem a ver com a proposta do Miéville. quero um dia ter a chance de trabalhar com esse cara.

e pra completar a capa é do Brian Bolland e a edição da revista é da Karen Berger, a chefe do selo Vertigo. acabei de colocar mais um título na lista de leitura mensal. veja um preview no CBR. e a versão digital tem à venda no Comixology.

Posts Recentes | Recent Posts:

Leia também: / Read More:

Um aperitivo de Sabor Brasilis
A small dose of Sabor Brasilis
Quem lê minhas HQs? Who reads my comics?
Não deu pro BARÃO MACACO no Catarse... mas obrigado, pessoal

Comments are closed.


Compre meus livros na Ugra Press: