ESCRITÓRIO NOTURNOTHE MAJORNECRONAUTA - O ALMANAQUE DOS MORTOSMSP - NOVOS 50

MBV é a invocação de um portal temporal de luz e som

tava ouvindo o disco novo (!!!!!!) do My Bloody Valentine – MBV pela primeira vez e de repente apareceu uma bola de luz no meio da sala, era púrpura e foi se expandindo. no meio dela umas imagens desfocadas e tremidas, como se estivessem embaixo d’água. conforme a bola aumentava as imagens foram ficando mais claras um pouco. era um portal pra outro tempo. vi meu eu de 15 anos – em 1991. comecei a gritar: VAI, CARALHO, VAI.

e a melhor resenha do álbum eu li num comentário do youtube:

It’s like meeting old friends
The first three songs are like hey what’s up remember us?
The next three are like the getting to know each other getting comfortable
and then you ask what’s new
THEN BOOM! It takes off with some of the most fast paced nu-gaze that’s almost danceable.
The future of shoegaze is upon us


Posts Recentes | Recent Posts:

Leia também: / Read More:

Why My Bloody Valentine's LOVELESS is the greatest rock album of our greatness-averse age

2 Responses to “MBV é a invocação de um portal temporal de luz e som”

  1. rogério says:

    não peguei mbv naquela época, mas é sem dúvidas o retorno mais emocionantch dos últimos anos. espero que venham pro planeta terra.

  2. Carlos Morevi says:

    Só agora me liguei que a trilha do Lost in Translation é do Kevin Shields


RECOMENDADOS: